Vídeo da hora

A morte suburbana

marcelo-menezes
Marcelo Menezes
Vicente de Carvalho

Home

Os filmes produzidos nas oficinas Meu Bairro Vale um Filme revelam um pouco da vida dos bairros do Rio de Janeiro através do olhar de quem melhor conhece suas histórias: seus moradores. Entre os dias 14 de novembro e 2 de dezembro os filmes estão disponíveis aqui no site para apreciação e votação do público. São 29 filmes concebidos e realizados por moradores de 10 bairros das regiões administrativas de Madureira e Irajá.

Os filmes concorrem a R$ 6.000,00 em premiação e podem ser votados pelo internauta. Além de receberem o seu voto, os filmes também são avaliados por um júri especializado. No dia 7 de dezembro os vencedores serão anunciados em uma cerimônia aberta ao público. Participe, veja os filmes! Dê o seu voto!

As oficinas Meu Bairro Vale um Filme aconteceram em 2013 nas Naves do Conhecimento de Madureira e Irajá. O projeto é uma realização da Associação Imaginario Digital e conta com a parceria da Secretaria Especial de Ciência e Tecnologia do município do Rio de Janeiro e patrocínio da CCR.

A primeira edição do projeto aconteceu em 2012 com a oficina Madureira Vale um Filme. E é com muita alegria que realizamos novamente este projeto.

Últimas notícias

Encerramento e premiação Meu Bairro Vale um Filme (edição 2013)

Encerramos com chave de ouro o projeto Meu Bairro Vale um Filme (edição 2013). A premiação ocorreu na sexta-feira, dia 10 de janeiro de 2014, na Nave do Conhecimento deMeu Bairro vale u filme Irajá (127) Irajá. Estiveram presentes o Secretário Especial de Ciência e Tecnologia, Franklin Dias Coelho, a Assessora Especial da SECT, Maria Helena Cautiero, e Nelmo Linhares, da CCR, patrocinadora do projeto. Os participantes das oficinas, seus amigos e familiares também compareceram em peso. Todos receberam certificados e foram anunciados os vencedores do júri especializado e também da votação online. Cada um levou um cheque de R$ 1.000,00. Confira aqui os contemplados:

Premiados Madureira

Júri

1º lugar: Do Lixo Ao Samba – Bruno Ribeiro
Por retratar um tema essencial para a identidade cultural do bairro sem uso de falas e através da construção de um roteiro bem estruturado.

2º lugar: A bi Divercidade Madura – Quitério Franklin
Pelo humor e pelo olhar sobre a diversidade em Madureira. A história se desenvolve sob a perspectiva de um morador de rua.

Menção honrosa: Orquestra Sinfônica Mestre Bombeiro – Vladimir Cavalcante
Pela originalidade e pelo trabalho de edição de som e imagem na homenagem ao mestre Bombeiro da bateria da Portela.

Premiados Irajá

Júri

1º lugar: Havia Índios – Marcelo Laranjeira
Pela pesquisa histórica e criatividade de contar a história do bairro de forma tão próxima mesmo que sob o ponto de vista estrangeiro.

2º lugar: Nada Além de Palavras – Jéssica Cristina
Pelo uso poético/sensorial de som e imagem ao tratar de forma existencial sua relação com o bairro.

Menção honrosa: Cantinho da saudade, de Emanuel Carvalho
Por abordar as relações de amizade e contar através da memória afetiva de alguns dos seus moradores histórias representativas da solidariedade no bairro.

Votação online:

Madureira
Minha simples visão, de Henrique Gomes com 103 votos

Irajá
Cinema Na Rua – Jonathan Carlos com 92 votos

Cadastre-se na nossa newsletter